Muitas vezes a gente pensa que só quem precisa se preocupar com proteção solar são as pessoas que frequentam muito a praia e a piscina, mas isso não é tão verdade assim. Mas como esse é um assunto que sempre gera muita dúvida e curiosidade, resolvemos chamar quem entende do assunto pra contar tudo pra gente! Por isso quem assima esse post é a dupla Marcia e Paula, médicas residentes em dermatologia e criadoras da página Tips4Skin, pra esclarecer tudo que você sempre quis saber (e nunca teve a quem perguntar)! Vamos lá:

Os protetores solares protegem principalmente contra os raios ultravioletas que causam a curto prazo queimaduras solares e a longo, as indesejadas rugas e manchas, além de serem um dos principais fatores de risco para o surgimento de câncer de pele.

O correto é utilizar os protetores diariamente, faça chuva, sol e até mesmo em dias nublados. Nada de só utilizar quando vai  à praia. A escolha do protetor ideal varia de pessoa para pessoa (depende do tipo de pele, da presença de doenças agravadas pelo sol, de presença de manchas, etc) e leva em consideração a qualidade do produto, a textura e o fator de proteção solar (FPS), que deve ser no mínimo 30.

Para quem têm pele oleosa (ou mista), escolher um protetor é um desafio, muitos deixam a pele com brilho em excesso, mas nada que a indústria dos dermocosméticos não tenha resolvido! Os mais sequinhos na nossa opinião são o Minesol oil control FPS 30 da Roc e o Anthelios AC toque seco FPS 60. Esses protetores têm na sua formulação compostos antioleosidade, antiumidade, antibrilho e efeito matificante. Funcionam quase como primers!

Já para quem possui a pele seca (por natureza ou na pós menopausa, período em que ocorre a diminuição da oleosidade) o ideal é utilizar protetores com poder hidratante como o Filtrum HT FPS 30 pele seca e o Episol Ultra FPS 50.

Para portadoras de melasma ou manchas na face, o ideal é proteger também contra a luz visível através de protetores com cor, os mais sequinhos e com maior cobertura são o Episol color FPS 30 (disponível em duas tonalidades: pele clara e morena) e o Anthelios unifiant FPS 50.

Para o corpo é bom investir em produtos que venham grande quantidade e que sejam resistente à água como o da Eucerin Sun Lotion extra-light FPS 50. As apresentações em spray também são uma boa pedida para o corpo pela praticidade de espalhar o produto (um nessa linha é o Fresh Cooling da Neutrogena FPS 45, que além de proteger tem ação refrescante na hora da aplicação, ideal para usar na praia!).

Escolhido seu protetor solar, agora é importante usá-lo como manda o figurino! Tudo o que está escrito no rótulo do seu protetor foi testado com a quantidade correta (2 mg/cm2) então se você aplicar pouco produto não terá a proteção esperada. Para o rosto e pescoço a quantidade ideal é uma colher de chá, cada braço deve gastar também uma colher de chá e para cada perna e para o tronco duas colheres (no total são são 9 colheres de chá).

Alguns detalhes podem fazer diferença na hora da proteção solar:
– Aplicar 30 minutos antes de se expor ao sol;
– Reaplicar após 10 minutos (só o tempo da pele absorver o produto)! Na primeira aplicação a pele absorve o produto de forma irregular (é como se ficassem lacunas sem protetor), então vale a pena dar um retoque para uma proteção completa.
– Reaplicar de 2 em 2 horas. Realmente é importante, principalmente se a exposição for contínua como numa praia por exemplo.
– Reaplicar também após sair da água, mesmo se o produto tiver a informação de resistente à água no rótulo.

Na praia a exposição aos raios ultravioleta é ainda maior, então além do protetor solar devemos usar também outras formas de proteção como chapéus e óculos escuros!

Devidamente protegidos?! Agora é só aproveitar a praia!

(texto por Marcia Horowitz e Paula Monteiro)

– Queriamos agradecer às meninas do Tips4skin pelas dicas maravilhosas e pela colaboração!