Praia e música no Vento Festival!

Duas coisas que adoramos: praia e música! Se você também é desses(as), precisa conhecer o festival Vento, que une um line-up maravilhoso com os novos expoentes da nova geração da música brasileira em shows gratuitos e a paradisíaca Ilhabela. Essa é a segunda edição do festival, que acontecerá nos dias 9, 10, 11 e 12 de junho na praia do Pereque.

O festival idealizado por Anna Penteado teve sua primeira edição em 2015, também em Ilhabela, e levou nomes como Tulipa Ruiz, Céu e O Terno ao litoral. Com a proposta de levar o evento para um lugar mais acessível e agradável, os organizadores escolheram a praia do Perequê que, além do palco Vento e da oca, terá também redes para descanso, foodtrucks locais, banheiros e a estrutura completa de um festival de respeito.

Jaloo | foto: divulgação

Promover cultura e conhecimento. Fazer da arte um mecanismo de análise e uma ferramenta de transformação social para romper com os velhos paradigmas que cerceiam as liberdades dos indivíduos em nossa sociedade. A música, com seu caráter agregador, político e mobilizador de massas, é uma poderosa arma para instigar debates acerca do consumismo, da pluralidade sexual, do uso democrático dos espaços público e da importância do fomento à economia criativa” é o que fala o site do evento. Já são motivos de sobra pra amar essa festa, não é?

Karina Buhr | foto: divulgação

A cereja do bolo fica por conta da programação, que está simplesmente uma delícia. Mahmundi, Free Beats, Bruno Morais, LAY, Salada de Futas, Bonde do Rolê, O grande grupo viajantes, Aláfia, Dom Pescoço, Karina Buhr, Johnny Hooker, Aldo the band, Jaloo, Russo Passapusso, Samuca e a selva, Serge Erege e Filipe Catto são os nomes que vão subir ao palco nos quatro dias de festival. Ah, e tudo de graça, hein?!

Aldo the band | foto: divulgação

Já escolheu seu biquíni ou body da Rush pra curtir essa festa?

Pin It


Sonzinho bom: Mahmundi

Não tem inverno e nem chuva que apague o brilho e o calor ao ouvir o novo disco da Mahmundi, lançado na última sexta-feira (06). O disco homônimo é o primeiro da cantora e compositora, mas desde 2012 que a carioca vem lançando músicas deliciosas e colecionando hits que estão nos EPs “Efeito das Cores” (2012) e “Setembro (2013)”.

“Mahmundi” foi produzido pela própria compositora e quase todo gravado em seu home studio. Ele vem com 10 faixas com aquele gostinho nostálgico dos anos 1980. Algumas são inéditas, como as maravilhosas Azul, Meu Amor e Hit. Cinco delas já são conhecidas do público como Calor do Amor, Leve, Quase Sempre e Eterno Verão (primeira música de trabalho do disco) e ganharam uma roupagem nova que fazem todo mundo ter dúvidas de qual seria a melhor versão com suas guitarras estilo Guilherme Arantes e o mesmo clima empoeirado das músicas de Marina Lima. Ouvir esse disco é como fazer uma viagem gostosa de volta ao tempo, à Copacabana dos anos 1980, mas sem deixar o coração sair dos anos dois mil. É como estar num verão sem fim.

Para ouvir:
DeezerSpotifyYoutube | iTunes

 

Pin It